Ligue Para a Gente: Central Nacional de Vendas 4020-3852 (disque a partir da sua cidade)
>
24.jul, 2017 0 Notícias

Violência: sargento da PM é assassinado no Rio de Janeiro

A violência no Rio de Janeiro fez mais uma vítima, desta vez o Sargente da Policia Militar Hudson Silva de Araújo, 46, morreu neste último domingo (23), quando fazia uma ronda na comunidade do Vidigal, Zona Sul do Rio.

Cruzes fincadas na areia simbolizam os policiais militares do Rio mortos em ação

Cruzes fincadas na areia simbolizam os policiais militares do Rio mortos em ação

A morte do sargento de 46 anos é o 91º PM morto no Rio de Janeiro somente neste primeiro semestre de 2017.

A morte de Hudson ocorreu um dia após o enterro do soldado Fabiano de Brito e Silva, morto a tiros quando saia de sua casa na Baixada fluminense.

De acordo com as informações, Hudson fazia um patrulhamento na comunidade quando foi baleado. Segundo a assessoria de imprensa da PM, o local onde ocorreu o assassinato está com o policiamento reforçado, ao menos três envolvidos no caso foram identificados.

Revoltados com a violência contra a policia, populares foram para a orla de Copacabana protestar contra a morte dos policiais.

Manifestantes protestam contra morte de policiais na manhã deste domingo (23) na orla de Copacabana

Manifestantes protestam contra morte de policiais na manhã deste domingo (23) na orla de Copacabana

O governador Luiz Fernando Pezão (PMDB), comunicou que o Rio de Janeiro receberia 800 agentes da Força Nacional para reforçar a segurança.

O envio das tropas federais tem sido uma sido visto como uma possibilidade para garantir a segurança que, vem enfrentando uma crise econômica nos últimos anos.

O ministro da defesa, Raul Jungmann, afirmou que o Rio receberia forças armadas de surpresa para garantir a segurança do Estado, Jungmann ainda enfatizou que nem o governador Pezão saberá quando as tropas chegarem ao Estado.

Fonte: UOL

Share on FacebookShare on LinkedInTweet about this on TwitterEmail this to someone

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *