Ligue Para a Gente: Central Nacional de Vendas 4020-3852 (disque a partir da sua cidade)
>
1.fev, 2017 0 Notícias

Número de mortes devido a Febre Amarela assusta moradores em Minas Gerais

De acordo com a Secretária de Estado de Saúde (SES) o número de mortes em decorrência da febre amarela é considerado o maior do país desde 1980.

Cresce o número de mortes em decorrência da febre amarela

Cresce o número de mortes em decorrência da febre amarela em Minas Gerais 

A febre amarela vem assustando moradores do Estado de Minas Gerais. O Ministério da Saúde divulgou nesta terça-feira (31) o aumento de 10% no número de mortes, subindo de 40 para 44. No total outros 72 óbitos suspeitosos estão sob investigação.

Cerca de 739 casos de febre amarela foram registrados no estado em 30 dias, deste número, 126 foram confirmados. Das mortes confirmadas, 87% foram em homens. Os óbitos ocorreram com idades entre 30 e 59 anos.

O combate ao vírus

A Fundação Nacional de Saúde (Funasa) disponibilizou R$ 1,1 milhão para os municípios afetados com a doença. No total 11 municípios foram beneficiados, cerca de R$ 100 mil, no mínimo, foi entregue a cada um.

Os lugares beneficiados foram: Caratinga, Ladainha, São Sebastião do Maranhão, Imbé de Minas, Piedade de Caratinga, Ipanema, Poté, Itambacuri, Teófilo Otoni, Ubaporanga e Malacacheta.

A Funasa declarou que levou em conta a situação de emergência de cada município.

O desespero leva em conta o número de mortes associadas ao vírus, pelo menos 38

O desespero leva em conta o número de mortes associadas ao vírus, pelo menos 38

A ameaça do vírus tem mudado a rotina dos moradores, ao ponto de pessoas chegarem a dormir na fila para serem vacinadas contra o vírus.

A Secretária da Saúde trabalha sobre a hipótese da degradação do meio ambiente, em que os macacos acabam ficando mais próximos do homem, como consequência, aumenta o risco de contaminação.

O membro da diretoria da Sociedade Paulista de infectologia, Daniel Vagner Santos, afirma que existem vários fatores para os casos de febre amarela.

”Essas são hipóteses, na verdade ainda não sabemos o que de fato está acontecendo. O que existe é uma série de fatores climáticos, questões ambientais, como o fato do ser humano invadir o ambiente rural, o ambiente silvestre e não estar protegido com a vacina. Esses são os fatores envolvidos com os casos de morte por febre amarela”, conclui.

 

Fonte: uai

Share on FacebookShare on LinkedInTweet about this on TwitterEmail this to someone

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *